Mestre Gualberto

Mensagens

Compaixão

A compaixão, para um "Acordado", tem uma conotação muito distinta daquela que é reconhecida pela mente. Na mente, compaixão é sentir empatia pelo sofrimento do outro, é se colocar em seu lugar, é reconhecer a realidade de sua dor, do seu sofrer, da sua angústia. É sofrer em parceria, junto com o outro.

Aquele que acordou para a sua Real Natureza, que reconhece a sua própria inexistência como uma entidade separada da Vida, do Todo, não pode olhar para o outro como uma entidade separada de si mesmo, não pode reconhecer no outro a ilusão que foi dissipada em si mesmo. Portanto, ele não tem condições, nem que queira, de sofrer com o outro, de reconhecer a realidade do sofrimento do outro, para se colocar em seu lugar, na ilusão de uma identidade separada. Ao contrário, percebe claramente que aquilo que o outro é, não é diferente daquilo que ele é, e, portanto, nenhum sofrimento pode ser real, nenhuma prisão pode ser real, nenhuma entidade perdida e esquecida de sua Real Natureza pode ser real. Ou seja, como pode aquele que está "acordado" reconhecer a realidade do sonho daquele que está "dormindo"?

Sua compaixão está no seu compartilhar descompromissado, em seu apontar espontâneo, ajudando cada um que dele se aproxima, que a ele procura, a se desvencilhar de suas ilusões. Sua compaixão está em sua disponibilidade para trabalhar com aqueles que verdadeiramente estão dispostos a olhar para a Verdade. Este é o seu trabalho: acordá-lo para aquilo que realmente você é, e não para te consolar em sua miséria, em suas ilusões. Sua compaixão é ajudar aqueles que vão até ele a descobrir o verdadeiro significado da compaixão, o verdadeiro significado do amor, livre de todas as ilusões da mente!